Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Um homem a roubar

por Nuno Costa Santos, em 21.12.15

Conto-vos o que vi no outro dia: um homem a roubar numa loja. Já fui assaltado, já me levaram um casaco de couro, um relógio, mas nunca tinha visto um homem a roubar à minha frente. O que me impressionou não foi o roubo. Foi a forma como o homem roubou: descansado, recortando com a faca que trazia no bolso uma caixa, tirando lá de dentro um tablet ou um teclado com a calma de um cirurgião competente.

Ninguém ali levantou a cabeça para o homem – e fiquei com a sensação de que muitos topavam o que fazia. Por um momento senti que havia ali desinteresse, dos que fazem parte da escultura definitiva dos dias. Olhei para ele sem censura policial. Olhei. E, ao perceber que estava a ser observado, quis justificar o gesto sem agressividade e sem angústia: "Estou desempregado, não recebo subsídio, tenho de fazer isto." E foi-se embora, nem lento nem rápido, caminhando com o objecto roubado dentro do casaco.

 

O resto aqui.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:07



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D