Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Quatro Razões

por Nuno Costa Santos, em 13.05.13

- "Wakin on a Pretty Day", de Kurt Vile. A canção mais cool do momento. Dez minutos de passeata feliz, apaziguada - para nenhures, sim.  Se não se prestar atenção à letra, não faz mal. Basta ouvir o "yeah, yeah, yeah", meloso e preguiçoso,  entre arranjinhos de guitarra, e fica-se com o resumo filosófico da musiqueta.

 

 

- "Will You Love Me", de Matthew E. White. Um adiantado musical capaz de fazer parecer simples aquilo que é musicalmente denso. Lembra (o som do rapaz, sobretudo em Big Love) Beta Band mas desconfia-se que o religioso Mateus não andou nessas audições. Um nerd felizmente dado ao amor.

 

 

 

- "Lenço Enxuto", de Samuel Úria. Antes de mais, uma letra galáctica: "Empresta-me os teus olhos uma vez/ Que os meus não são de gente, apenas rapaz (...)". A fúria amorosa do cidadão Samuel com romântico acompanhamento de Manel Cruz. Lá mais para o fim, uma explosão de sons que podiam ser lágrimas. Uma chuva de estrelas. Em câmara lenta, como na TV.

 

 

- "A New Life", de Jim James. O "Only You" cantado por um barbudo melancólico. Começa solitária mas depois deixa-se acompanhar por instrumentação vária - e chega a acabar num registo festivo, que apetece dançar como se não houvesse TSU sobre as pensões. 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:10

As canções importam

por Nuno Costa Santos, em 11.05.13

Esta música - que ouço aqui na net - acompanhou-me numa certa altura da minha vida. Escuto-a e vejo-me no Verão (1995, 1996?) a conduzir o carro nas estradas verdejantes da ilha de São Miguel. Ela é esse tempo, aquilo que sentia na altura: a sossegada inquietação de um adulto ainda à procura do que é ser adulto. E é este instante em que a ouço - e me sabe tão bem. É dos Gene, uma banda que, quando apareceu, foi apresentada como mais uma das 789090 bandas inglesas cujo  som se assemelha aos Smiths. Um epíteto injusto. Os Gene são, sem genealogias fáceis, os Gene, fizeram boas canções e merecem gratidão por isso. Não tiveram glórias maiores, o seu vocalista não dá declarações à imprensa inglesa sobre o estado da Nação, ninguém usa t-shirts com o seu nome estampado. Onde andaram eles hoje?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:37


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D