Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Aquele Grande Rio

por Nuno Costa Santos, em 20.03.17

Um disco recém-editado trouxe-me à memória Ruy Belo. É um dos meus poetas. Comecei a lê-lo depois de ter aterrado em Lisboa, na qualidade de pára-quedista açoriano. Fui seduzido, antes de mais, pelo humor do seu lirismo. Como neste “Epígrafe Para a Nossa Solidão”:

Cruzámos nossos olhos em alguma esquina
demos civicamente os bons dias:
chamar-nos-ão vais ver contemporâneos

Depois, a propósito de um trabalho de documentário e de um artigo para a revista Ler, conheci outras facetas de Ruy Belo. A de filho da sua terra, São João da Ribeira, no Ribatejo. A de “vencido do catolicismo”. De crente que se foi desiludindo e ganhando melancolias. A de homem comprometido politicamente, elemento da CEUD e autor do poema “Portugal Futuro”.

A de filho também, que escreveu sobre o pai assim: “Era o meu pai era esse sonhador incorrigível/ sem nunca mais saber que havia de fazer dos dias”. A de amante de futebol e de jogador, com o José Medeiros Ferreira, na equipa da Faculdade de Letras.

Mas voltemos à sua dimensão espiritual. José Tolentino Mendonça escreveu, num artigo magnífico, incluído no volume “O Hipopótamo de Deus”, o seguinte: “Talvez fosse agora tempo de começar a olhar esta poética naquilo que ela também é: aventura espiritual intensa como poucas (…) quase circularidade entre presença e silêncio, entre dúvida e crença”.

Manuel Fúria e os Náufragos acabam de editar um álbum, “Viva Fúria”, em que evocam Ruy Belo em dois temas: “Cala-te e Dança” e “Aquele Grande Rio”. Sim, “Aquele Grande Rio” celebra “Aquele Grande Rio Eufrates”, título do seu primeiro livro, de 1961. Ruy Belo, em 2017, numa pop que passei ontem no programa Cais de Encontro, do Antonio Sousa.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:24



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D