Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A Guerra Que Importa

por Nuno Costa Santos, em 25.02.14

Ontem celebrou-se a poesia dita no Povo (Cais do Sodré). Pudemos – o público que ali se demorava com terna atenção e os escribas que participaram nas noites poéticas das segundas à noite – segurar o volume que reúne os poemas destes criminosos da palavra impura. A reunião acontece há um ano e é orientada/acarinhada pelo Alexandre Cortez, pelo José Anjos e pelo Nuno Miguel Guedes. O segredo de justiça impede-me de revelar mais implicados.

Existe poesia de livro, poesia de vitrina, poesia para escrever em bilhetinhos à namorada dos 14 anos, poesia para condensar em SMS, poesia para mandar pela janela como quem oferece à rua aquilo que a rua um dia poderá descobrir. 

A poesia que passou ontem no Povo é a poesia impura, antes de mais nos temas: amor, sexo, biscoitos de pastelaria, eléctricos da cidade, infracções à lei, sílabas, ombros e almofadas, locomotivas, um país de cegonhas, guarda-chuvas estragados, caravanas que passam, Algés, danças africanas, botas pretas e cansadas, bocetas, máscaras que riem. 

Foi transportada por vozes muitas, umas festivas como um pássaro da Amazónia, outras lentas, melancólicas como uma rua de Alfama em noite de fado, outras ainda directas, zangadas com a distracção do transeunte.

Juntei-me ao instante numa mesa perto do microfone. Além dos poemas de famílias distantes (e por isso mais próximas), ficaram-me os rostos de quem foi convocado pelo José Anjos, exímio performer lírico-irónico, para dizer os versos do livro. O grafismo de cada cara, de cada coração, de cada maneira de se apresentar, de cada modo de se despentear. Uns lendo textos do livro, outros sacando do telemóvel, tecnológicos bardos de uma terra empenhada na mais urgente das guerras civis: a dos sentimentos que não se deixam ficar.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 09:43



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D