Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Markinho

por Nuno Costa Santos, em 14.10.13

“At the age of 46 I'm still one fucked-up little kid” (Mark Kozelek & Desertshore)

 

 

 

 

O melhor concerto que já vi do rapaz. E já lá vão três, com modalidades diferentes (uma delas com os Red House Painters). Esta é a modalidade a solo. O som em Torres Vedras estava impecável. O tamanho da sala é o adequado. As músicas  - dos Sun Kil Moon, do Markinho em versão mono ou em colaborações  - continuam a ser o que são: a celebração melancólica disto. E, continuo a achar, a mais bela e poética conjugação voz-instrumentação que já ouvi em dias de emocional melomania. No intervalo fui tomar uma cerveja (inexistente no local) aos bares do centro e uma alma generosa ofereceu-me um fino e a possibilidade de trocar uns cromos sobre gostos comuns antigos e novos, como os Vampire. Depois do concerto, apanhei o anjo com mau feitio a dar abraços às pessoas. E, tendo possibilidade (por circunstâncias que pouco interessam) de ir tomar um copo com ele, entendi que o melhor era voltar para Lisboa com os meus.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:47



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D