Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Rentrée

por Nuno Costa Santos, em 07.09.14

Resoluções para a rentrée: deixar de roer as canetas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:47

Autobiografia num dia de chuva

por Nuno Costa Santos, em 07.09.14

Os meus dois filhos e eu na fila para pagar. O mais velho tem na mão um jogo para playstation. O mais novo umas cartas pokemon. O pai um livro de poesia. Cada um leva para casa o seu jogo de computador.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:38

O Funcionário que Muito Pergunta

por Nuno Costa Santos, em 07.09.14

- Tem cartão Fnac?

-Tem dois cêntimos?
- Tem felicidade para me dar?
- Tem a solução para os problemas da minha vida?
 

(Breve pausa)

 

 - Vá, procure bem aí na carteira.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:36

Dreams never end

por Nuno Costa Santos, em 02.09.14

Vou dormir a sesta é uma frase que dá descanso a quem a pronuncia. Mesmo quem não a pratica devia dizê-la todos os dias.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:59

O Silêncio dos Pais na Hora do Registo

por Nuno Costa Santos, em 02.09.14

A 14 de Agosto tornei-me pai do terceiro filho. Pouco tempo depois de ter nascido aproximei-me dele com uma T-shirt exibindo a seguinte inscrição: “Recibo Verde – since 1993”. Achei que devia prepará-lo para a realidade. 

Ao perceber o que o espera, começou a chorar como nunca havia até ali chorado (a mãe açoitou-me) e depois dormiu como quem se tenta evadir do pesadelo laboral que irá viver daqui a uns anos. Doeu-me mas teve de ser. Foi um dever paterno. 

Um momento marcou a estadia no hospital: o instante em que um agrupamento informal de pais, uns mais novos, outros da mesma idade que eu, outros ainda mais velhos, se reuniram à porta do registo para inscrever os pequenos como cidadãos, como corações institucionalizados de um País em desequilíbrio numa corda circense e entretanto alheado com o começo do campeonato de futebol. 

Havia ali um silêncio feito de muito sono e, adivinhava-se, de dúvida: será que tomámos a atitude ajustada à intempérie financeira deste pedaço de terra e da vizinhança? Não houve conversa entre nós. Os homens ainda não se queixam uns aos outros de maleitas, físicas ou existenciais, nas salas de espera. Olhávamo-nos, de braços cruzados, exaustos, preocupados e, claro, felizes. Éramos sonâmbulos seres à porta da responsabilidade.

(Publicado na revista Sábado)

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:55

Motivos

por Nuno Costa Santos, em 02.09.14

Não há nenhum motivo para procurarmos ser melhor pessoas. Desculpem, há um: a ficção. As razões que criamos para não abandonar esse objectivo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:49

Para aqueles que me acusam de optimismo

por Nuno Costa Santos, em 02.09.14

Dá muito trabalho manter a esperança.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:48

Thanks

por Nuno Costa Santos, em 01.09.14

 Ninguém já diz obrigado. Dizemos todos “thanks”. Obrigado, pelo seu duplo sentido, pesa muito. É assim uma coisa pomposa, um termo que custa expressar. Chega-nos da exigência paterna da boa educação – e cumprir exigências não apetece. Mesmo na vida adulta magoa agradecer em toneladas. Preferimos tornar a gratidão uma viagem de parapente. Thanks.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:13

Ikea

por Nuno Costa Santos, em 01.09.14

Na zona de comidas do Ikea há uma placa que diz isto: "Hoje, sinta-se sueco". É pena não haver uma na Segurança Social.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:49

Um pensamento enquanto o prato aquece no micro-ondas

por Nuno Costa Santos, em 01.09.14

A grande missão da vida é ofendermo-nos uns aos outros. Como já ninguém se ofende, estamos aqui a perder tempo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:43

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D